Aconteceu na manhã desta quinta-feira (30), a entrega simbólica dos óculos que serão repassados a 253 crianças do município de Cajazeiras, dentro da terceira fase do projeto Caravana da Visão, numa parceira envolvendo a Energisa, a Fundação Dr. Rubem Cunha, de São Paulo, e a Prefeitura Municipal, através das Secretarias de Educação e de Saúde.

No total, 27 escolas municipais e estaduais das zonas urbana e rural de Cajazeiras foram atendidas pelo projeto, inicialmente com a realização de teste de acuidade visual em 3.041 menores, dos quais 592 foram selecionados para consultas oftalmológicas que identificaram a necessidade de uso pelas 253 alunos contemplados com os óculos.

Estiveram presentes à solenidade, realizada na Secretaria Municipal de Educação, o prefeito José Aldemir Meireles, a secretária Socorro Delfino, representantes da Energisa e da Nona Regional de Ensino, respectivamente Ana Paula e Valéria Damásio, além de outros secretários municipais, como José Anchieta e Gerlane Moura.

A representante da Energisa, Ana Paula, destacou as três fases da Caravana da Visão, iniciada no Nordeste pela cidade de Cajazeiras, enaltecendo a parceria entre todas as instituições envolvidas, proporcionando aos alunos um melhor desempenho.

Para Socorro Delfino, secretária municipal de educação, o momento é de gratidão por essa grande ação, “que foi a de identificar alunos com problemas de visão, podendo corrigir esse problema e que eles possam melhorar os seus desempenhos em sala de aula”.

“Estou muito feliz com isso e agradeço ao prefeito José Aldemir, que sempre busca parcerias para melhorar a qualidade do ensino na rede municipal”, disse ela.

Já o prefeito Zé Aldemir, salientou que “um trabalho desse tem uma dimensão social extremamente importante na vida das pessoas que não poder aquisitivo e que, às vezes, não têm acesso aos serviços, até públicos, de oftalmologia”.

Destacando as parcerias que possibilitaram o projeto, o prefeito lembrou que “essa gestão não é um governo de um homem só, que tem a prerrogativa constitucional de decidir tudo aquilo que diz respeito ao município”.

“Eu, sozinho, não faria absolutamente nada do que estamos fazendo. É preciso ter mais cabeças pensantes, participando de tudo aquilo que é questionado e discutido com a sociedade, fazendo diferente das gestões anteriores”, disse ele.

Finalizando, Zé Aldemir afirmou que “nada mais salutar do que essa parceria com a Energisa, que dá oportunidade a vocês, nas escolas, terem o direito de se submeterem a esses exames oftalmológicos”.