Secretaria Municipal de Cajazeiras comemora baixa nos índices de infestação do mosquito Aedes Aegypti

191

Iniciados os trabalhos em (30) de janeiro a (03) de fevereiro de 2017 como o 1º Ciclo e, nível geral de infestação de 11,2%, o Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegipty – (LIRAa), através da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde e, do Ministério da Saúde, que preconiza como índice satisfatório de 1%, tem registrado no curso deste ano baixas consideráveis nos bairros de Cajazeiras.

Com os altos números em mãos, a Coordenação de Vigilância Ambiental intensificou as ações visando minimizar o quadro que se apresentava naquele momento. Cobrindo todas as áreas urbanas do município com visitas diárias dos Agentes Comunitários de Edemias (ACEs) orientando a população e tratando os depósitos no prazo estabelecido pelo Ministério da Saúde, além borrifação intradomiciliar em ponto estratégicos.

Portanto, no 2º ciclo de levantamento, foi registrada uma queda para 4,1%. Em (03/07) no 3º ciclo, mais uma queda, o levantamento registrou 3,8%.

Por fim, o 4º e último ciclo foi concluído em (27/10) com uma baixa ainda maior, com índice geral de 2,0%. É notório que os dados apresentados pela Coordenação de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras, têm registrado em queda livre o número de casos onde o mosquito Aedes Aegypti é o principal causador, tais como: dengue, zika vírus e chikungunya.

Com (quarenta) agentes, a Coordenação de Vigilância Ambiental que tem a frente Joatan Freire, Hênio Rocha e Geilson César, agradecem ao empenho e compromisso da Secretária Dra. Paula – por está sempre atendendo os pleitos da referida equipe. Outro motivo dos registros de queda dos índices se dá pelo compromisso da população, que sempre colabora de maneira efetiva, no tocante a prevenção e colaboração à causa, contra o mosquito Aedes Aegypi.

Secom-CZ